Ela é uma eternidade que existe eternamente

“Ela é uma eternidade que existe eternamente. É inefável porque não há ninguém capaz de compreendê-la para falar sobre ela. É inominável porque não há ninguém anterior a Ela para nomeá-la. É a luz sem medida, pura, santa e imaculada.

Ele é inefável, Perfeita e incorruptível.

Não participa nos Aeons, nem no tempo como parte constitutiva deles.

O tempo não se aplica a ela, pois não existe nada anterior a ela que a possa limitar, nem o tempo, e todo o que recebe, recebe como por empréstimo e ela veio primeiro e nada necessita.

Existindo antes do Todo, pois é a cabeça de todos os Aeons e dá-lhes força em Sua bondade.

Ela apareceu do Seu pensamento, a Pronoia do Todo, sua luz. Luz, e perfeito poder, isto é, a imagem do perfeito Espírito virginal invisível, o primeiro poder, a glória de Barbelo, a glória que é perfeita nos séculos, a glória da revelação.

Ela se tornou um útero para o Todo, porque ela é anterior a todos eles, a Mãe-Pai, o primeiro Humano, o Espírito Santo, o macho triplo, o poder triplo, o triplo chamado andrógino e o eterno Aeon entre os invisíveis, o primeiro a se manifestar.”

Nascimento, Peterson do. Evangelho Secreto de João (Coleção Apócrifos do Cristianismo Livro X) – Versão Kindle, Posição 116-151.