A recompensa pelos esforços

“A vida ativa possui, certamente, sua validade e legitimidade próprias, mas, segundo Tomás de Aquino, ela tem a felicidade de servir à vita contemplativa como sua finalidade última: vita activa est dispositivo ad contemplativam [A vida ativa está a serviço da contemplativa]. A vita contemplativa é a “finalidade de toda vida humana” (finis totius humanae vitae). O ver contemplativo é toda a recompensa que recebemos por nossos esforços: tota merces mostra visio est [A visão é toda nossa recompensa].”

HAN, Byung-Chul. Vita Contemplativa, ou sobre a inatividade. Ed. Vozes, 2023, Local 957.

A Absoluta falta de ser