Nenhum molde foi quebrado

“Na verdade, nenhum molde foi quebrado sem que fosse substituído por outro; as pessoas foram libertadas de suas velhas gaiolas apenas para ser admoestadas e censuradas caso não conseguissem se realocar, através de seus próprios esforços dedicados, contínuos e verdadeiramente infindáveis, nos nichos pré-fabricados da nova ordem (…)”

BAUMAN, Zygmunt.Modernidade líquida, Ed. Zahar, Local: 153.

Prefácio

Ser leve e líquido