Court de Gébelin e o Mundo Primitivo

“O Mundo Primitivo é característico de sua época, pois contém a mesma ideia de um retorno a uma fonte primitiva, a uma origem primordial, da qual necessariamente derivariam a história e os saberes humanos, o que explica o sucesso da empreitada. (…) . A publicação de Le monde primitif analysé et comparé avec le monde moderne [O Mundo Primitivo, Analisado e Comparado com o Mundo Moderno] ocorreu de 1773 a 1784. A redação dessa extensa obra, na qual ele trabalhou sozinho (mais de 6 mil páginas!) não o impediu de lançar-se em outros projetos. Em 1780. tornou-se presidente da nova Sociedade Apoliniana, futuro Museu de Paris, e financiou metade dos trabalhos dessa sociedade literária. Apesar de sua notoriedade, ou talvez por causa dela, as dívidas se acumularam. Em 1783, Gébelin adoeceu. Faleceu em 12 de maio de 1784. Teria sucumbido após uma sessão de magnetismo na casa do curandeiro Mesmer conforme assinala este epitáfio: “Aqui jaz o pobre Gébelin, que falava grego, hebraico e latim. Que todos admirem seu heroísmo; ele foi mártir do magnetismo”. Morreu sozinho, sem filhos, pois não era casado. Seus bens foram vendidos para pagar suas dividas. Em 1793, sua sepultura foi profanada e destruída.”

NADOLNY, Isabelle. História do TarôUm estudo completo sobre suas origens, iconografia e simbolismo. Ed. Pensamento, 2022, pág. 148.