Angústias difusa

“Hoje, muitos são afligidos por angústias difusas, angústia de falhar, angústia de fracassar, angústia de se tornar dependente, angústia de cometer um erro ou de tomar uma decisão errada, angústia de não satisfazer as próprias expectativas. Essa angústia se fortalece por meio de uma constante comparação com o outro. Ela é uma angústia lateral, em oposição àquela angústia vertical, que desperta diante do inteiramente outro, do infamiliar, do nada.

Vivemos, hoje, em um sistema neoliberal que desmonta estruturas temporais estáveis, fragmenta o tempo de vida e faz com que o vinculante [Bindende], o vinculativo [Verbindlich] se desfaça, a fim de aumentar a produtividade. Essa política neoliberal do tempo produz angústia e insegurança. E o neoliberalismo separa seres humanos em empreendedores de si mesmo isolados. O isolamento, que caminha de mãos dadas com a falta de solidariedade e a concorrência total, produz angústia. A lógica pérfida do neoliberalismo enuncia: A angústia aumenta a produtividade.”

HAN, Byung-Chul.A expulsão do outro: Sociedade, percepção e comunicação hoje. Ed. Vozes, 2022, Local 529-533.

Angústia

A liberdade é, ela mesma, explorada

“Assim, a liberdade é, ela mesma, explorada. Exploramo-nos livremente na ilusão de que nos realizamos. Não a repressão da liberdade, mas a sua exploração maximiza a produtividade e eficiência. Essa é a lógica pérfida fundamental do neoliberalismo.”

HAN, Byung-Chul.A expulsão do outro: Sociedade, percepção e comunicação hoje. Ed. Vozes, 2022, Local 263.

Violência do Global e terrorismo

Todas o mesmo rosto e falam com a mesma voz

“Seu livro é celebrado por todo lugar, pois ele aumenta consideravelmente a produtividade. Apesar de seu sucesso, ele entra em uma severa crise existencial. Ele parece sozinho, perdido, entediado, desiludido, desorientado na sociedade esvaziada de sentido, monótona, planificada, do consumo e do desempenho. Aqui, as pessoas têm todas o mesmo rosto e falam com a mesma voz. A voz do motorista de táxi, da garçonete ou do gerente do hotel é idêntica à voz de sua mulher ou de sua ex-amante.”

HAN, Byung-Chul.A expulsão do outro: Sociedade, percepção e comunicação hoje. Ed. Vozes, 2022, Local 145.

Terror do igual

Do dever ao poder

“Para elevar a produtividade, o paradigma da disciplina é substituído pelo paradigma do desempenho ou pelo esquema positivo do poder, pois a positividade do poder é bem mais eficiente que a negatividade do dever. Assim, o inconsciente social do dever troca de registro para o do poder.”

HAN, Byung-Chul. Sociedade do Cansaço. Ed. Vozes, 2022, Local 51. (Resumo)

Sociedade do Cansaço