Doença no corpo perispiritual

(…) ” Os nossos amigos estampam no próprio corpo perispiritual os sofrimentos de que são portadores.

(…)Pareciam envolvidos em grande nuvem ovalada, qual nevoeiro cinza escuro, espesso imóvel, agitado por estranhas formações.

(…) ”  a doença, como resultante de desequilíbrio moral, sobrevive no perispírito, alimentada pelos pensamentos que a geraram, quando esses pensamentos persistem depois da morte do corpo físico.

(…) “a renovação mental é a renovação da vida.”

Xavier, Francisco Cândido / André Luiz. Nos Domínios da Mediunidade. Federação Espírita Brasileira, Brasília, 1955, pp. 35-41.