Canções da Alma

“Em noite tão ditosa, E num segredo em que ninguém me via,Nem eu olhava coisa, Sem outra luz nem guia Além da que no coração me ardia.  Essa luz me guiava, Com mais clareza que a do meio-dia Aonde me esperava Quem eu bem conhecia, Em sítio onde ninguém aparecia.”

CRUZ, São João da. A noite escura da Alma. Editora Família Católica, 2018, versão Kindle, Posição: 189.

Segredos de seus corações

“Muitas outras vezes tinham comprovado, por sinais manifestos, que os segredos de seus corações não eram desconhecidos por seu santo pai. Quantas vezes, sem que ninguém dissesse, mas por revelação do Espírito Santo, soube o que estavam fazendo frades ausentes, manifestou segredos de seus corações e penetrou as consciências! A quantos aconselhou em sonhos, dizendo o que deviam fazer ou deixar de fazer! A quantos, que estavam manifestamente bem no presente, previu males no futuro! Da mesma maneira, previu para muitos o fim de seus pecados e lhes anunciou a graça da salvação. Houve até um que, distinguido por especial espírito de pureza e simplicidade, pôde ter a consolação de contemplá-lo de maneira especial, não dada aos outros.”

Frei Tomás de Celano. Primeira Vida: Vida de São Francisco de Assis Escrita em 1228 D.C, Ed. Família Católica,2018, Local: 743.

PRIMEIRO LIVRO

Capítulo 18- O Carro de fogo. Conhecimento das coisas ausentes.