Comece compreendendo-se a si mesmo

“Diante de sua surpresa,a criança que entorta e desentorta a colher lhe diz simplesmente:A colher não existe“. Neo está diante de uma contradão entre visão e realidade: o que ele não existe e o que existe não é visto por ele. 

Exatamente por isso e por estar perplexo, sem compreender o que se passa, é que o oráculo lhe mostra a inscrição sobre a porta – Conhece-te a ti mesmo, indicando-lhe que antes de tentar resolver os enigmas do mundo externo será mais proveitoso que comece compreendendo-se a si mesmo.” 

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. 14º Edição. São Paulo: Editora Ática. 2020, pág. 18.

Introdução: Para que filosofia?

E se não for bem assim?

Aula Magna

Matrix, Delphos e oráculos

“Nosce te ipsum. O que significa? “Conhece-te a ti mesmo. O oráculo diz a Neo que ele- e somente ele- poderá saber se é ou não aquele que vai livrar o mundo do poder da Matrix e, portanto, somente conhecendo a si mesmo ele terá a resposta.

Poucas pessoas que viram esse filme compreenderam exatamente o significado dessa cena, pois ela é a representação do futuro, de um acontecimento do passado, ocorrido há 23 séculos, na Grécia. 

Havia, na Grécia antiga, na cidade de Delfos, um santuário dedicado ao deus Apolo, deus da luz, da razão e do conhecimento verdadeiro, o patrono da sabedoria. Sobre o portal de entrada desse santuário estava escrita a grande mensagem do deus ou o principal oráculo de Apolo:”Conhece-te a ti mesmo. um ateniense, chamado Sócrates, foi ao santuário consultar o oráculo, pois em Atenas, onde morava, muitos diziam que ele era um sábio e ele desejava saber o que significava ser um sábio e se ele poderia ser chamado de sábio. O oráculo, que era uma mulher, perguntou-lhe:”O que você sabe?”. Ele respondeu:”Só sei que nada sei”. Ao que o oráculo disse:”Sócrates é o mais sábio de todos os homens. pois é o único que sabe que não sabe”. Sócrates, como todos sabem, é o patrono da filosofia.” 

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. 14º Edição. São Paulo: Editora Ática. 2020, pág. 11-12.

Introdução: Para que filosofia?

Conhece-te a ti mesmo

Aula Magna

 

A palavra oráculo

Material Complementar

“Oráculo: a palavra oráculo possui dois significados principais, que aparecem nas expressões “consultar um oráculo” e “receber um oráculo”. No primeiro caso, significa “uma mensagem misteriosa” enviada por um deus como resposta a uma indagação feita por algum humano; é uma revelação divina que precisa ser decifrada e interpretada. No segundo, significa “uma pessoa especial”, que recebe a mensagem divina e a transmite para quem enviou a pergunta à divindade, deixando que o interrogante decifre e interprete a resposta recebida. Entre os gregos antigos, essa pessoa especial costumava ser uma mulher e era chamada sibila.”

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. 14º Edição. São Paulo: Editora Ática. 2020, pág. 11.

Introdução: Para que filosofia?

Conhece-te a ti mesmo

Aula Magna