Mudança Radical nas Crenças Religiosas

“Somente uma vez antes, na história do mundo, veio à terra um líder e guia espiritual cujos ensinamentos e práticas preconizavam mudanças radicais e cujas primeiras ações foram derrubar as crenças religiosas tradicionais da época. Essa grande Luz foi o faraó egípcio Amenhotep IV, que mais tarde se tornou conhecido como Aquenaton e que desviou o sentido espiritual do homem, da multiplicidade de deuses simbólicos, para o “único Deus eterno”.”

LEWIS, H. Spencer. As Doutrinas Secretas de Jesus. Rio de Janeiro: Biblioteca Rosacruz, V. II, Ed. Renes, 1983, p. 65.

Percepção às Novas Realidades

Pretendemos, sim, fazer perceber com objetividade, por essa via ainda desconhecida, ao arrogante cientificismo humano, pelo menos, um horizonte bem maior do que o descortinado até agora, não os largos passos já dados pela inteligência de vocês.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 80.

Ampliação das faculdades Sensoriais Humanas

Estas considerações se fazem necessárias apenas à fixação de uma posição em que caibam todas as perspectivas de um progresso científico sem fim, levando possivelmente, no amanhã de nosso existir, a uma ciência mais profunda decorrente da ampliação das faculdades sensoriais ou perceptivas do ser humano. Estarão ai, em futuro próximo ou distante, faculdades mais amplas a serviço da poderosa inteligência do homem, sempre em marcha, em busca do conhecimento, do poder e, também, acima de tudo, assim o desejamos, da expansão de sua capacidade de amar para afinal, um dia, realizar-se na plenitude do amor, da sabedoria e do poder, servindo ao bem da humanidade.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 78-79.

Outros Planos de Consciência

“Precisamos ainda dizer, sobre o assunto que agora apresentamos, não nos caber limitar as aberturas da teoria “hiperespacial” que esboçamos, nem mesmo no hiperetérico inferido, pois, na energética que vai ainda desses éteres físicos às virtudes e capacidades da mente e do espírito humano, provavelmente ainda se encontrarão outros planos de perquirição, de exercício de capacidade de manifestação de consciência de vida. Esses, o homem atual apenas pode pressentir e espiritualmente intuir, sem porém uma fundamentação científica maior para destacar-lhes as características próprias, provando-as específicos e adequados ao evoluir e ao enriquecimento espiritual do ser humano.’

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 78.

Perspectivas Científicas

“Felizmente, a nossa experiência é multo ampla, extraordinariamente objetiva, não nos concedendo qualquer direito ao temor, conveniência humano-social ou qualquer transigência com relação à correção com que deveremos partilhar do que recebemos ao longo do nosso existir, visando a ser útil nessa transição de perspectivas científicas e espirituais em que nos encontramos.

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 78.

Novo Homem

“´É que tudo indica o homem poder possuir, desenvolver e cultivar percepções, faculdades e poderes desse nível, realmente “coisas” contundentes, agressivas, em relação aos conceitos científicos atuais, decorrentes da sua focalização consciencial no espaço tridimensional mais denso, mais pobre de possibilidades ou mesmo sem possibilidades, no sentido impeditivo da compreensão da subversão aparente ou real dos conceitos de massa, inércia, tempo, velocidade, etc…”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 76.

Nova Ciência

Se a ciência atual, já tão elevada, decorre naturalmente da inteligência humana e de sua limitada consciência tetradimensional, tendo ao seu serviço, para se dar conta do meio ambiente, os cinco sentidos tão limitados, de capacidades tão fechadas, perguntamos que ciência seria possível realizar o homem se, a serviço de seu objetivo científico, possuísse plenamente a qualidade da vidência hiperespacial e, mais que isso, a clarividência já demonstrada pela parapsicologia, sem limites de espaço e tempo, incluindo-se ainda a retro e a precognição, também supostas, em pleno desenvolvimento e efetivamente utilizáveis?… Decorreria naturalmente do exercício dessas faculdades uma ampliação consciencial a esses níveis, em que o homem, superando a tetradimensão, passaria a ser HEXADIMENSIONAL, incorporando ao seu Eu interno, ao mundo de suas possibilidades conceituais, mais duas dimensões HIPERESPAÇO e HIPERTEMPO-, esta última expressando objetivamente algo da natureza da duração, mas uma verdadeira transcendência ao tempo em que nos sentimos viver.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 73-74.

Reformulação de Paradigmas

“Não haverá de ser com facilidade que se aceite o que agride, o que contraria todas as convicções científicas. Essas convicções, uma vez inseridas em nós, em nossa plena consciência, dificilmente se removerão, quando verificarmos que qualquer reformulação significaria a queda, a transformação total de toda a base conceitual em que se fundamenta o nosso próprio conhecimento cientifico. Seria necessário reformular tudo.

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 73.

Estado de Ignorância

Sabemos das dificuldades para nos fazermos acreditados, da natural ênfase com que pessoas esclarecidas, notadamente psicólogos, investigadores científicos, físicos, químicos, biologistas, filósofos de natureza vária e teólogos dogmáticos subestimarão experiências dessa natureza, reduzindo-as, como aliás será natural, à medida de seus conhecimentos especializados, convicções e preconceitos. Sabemos que nos arriscamos à zombaria da cósmica ignorância em que a maioria das pessoas alfabetizadas, apesar de lerem, ainda tristemente se encontram nesse campo, que é tão novo, apesar de ser tão velho, intrinsecamente afim, se não idêntico, ao da parapsicologia já investigada e proclamada em respeitáveis ambientes universitários.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 68.

Renovação da Igreja Católica

“Além disso, temos de considerar que a Igreja Católica se desviou da sua obra de salvação, por um determinismo histórico que a compeliu a colaborar com a política do mundo, em cujas teias perigosas a sua instituição ficou encarcerada e que, examinada a situação, não é possível desmontar-se a sua máquina de um dia para outro. Sabemos, porém, que a sua fase de renovação não está muito distante. Nas suas catedrais confortáveis e solitárias e nos seus conventos sombrios, novos inspirados da Umbría virão fundar os refúgios amenos da piedade cristã.”

(…)

Xavier, Francisco Cândido / Humberto de Campos. Brasil: Coração do Mundo, Pátria do Evangelho. Federação Espírita Brasileira, Brasília, 1938, p.162.