Revolução de Napoleão

“Assediado pelo sonho de domínio absoluto, Napoleão foi uma espécie de Maomé transviado da França do liberalismo. Assim como o profeta do Islã pouco se aproximara do Evangelho, que a sua ação deveria validar, também as atividades de Napoleão pouco se aproximaram das ideias generosas que haviam conduzido o povo francês à revolução.”

Xavier, Francisco Cândido / Emmanuel. A Caminho da Luz. Federação Espírita Brasileira, Brasília, 2016, p. 180.

Realização de Poucos

“Isso, contudo, não é uma palavra de preferência injusta. Antes corresponde ao próprio cumprimento da Lei, que o evolver da civilização vem indicando, quando mostra que sempre as vanguardas promotoras ou realizadoras do “novo” se constituem de minoria ou minorias, face a maiorias agressivas e implacáveis, reagindo no enquistamento de suas posições.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 87.

Verdadeira Revolução Consciencial.

“Dizemos que operamos em outras dimensões para nos situarmos como convém, junto aos humanos que se colocam, face a essa nossa problemática, em posições diferentes, esta ou aquela. Particularmente, no que se refere a nós próprios, que já dissemos não pertencer a esse sistema de vocês e que somos obrigados a aqui chegar em condições mui dificilmente compreensíveis pelos humanos, é-nos quase impossível, senão realmente impossível, explicar essas novas dimensões, porque só são elas compreensíveis para aquele humano que haja realizado na sua vivência uma verdadeira revolução consciencial.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 79.

O Bem Sobre o Mal

“O plano divino é o da evolução e dentro dele todas as formas de progresso das criaturas se verificariam sem o concurso desses movimentos lamentáveis, que atestam a pobreza moral da consciência do mundo. A revolução e a guerra não obedecem ao sagrado determinismo das leis de Deus; traduzem o atrito tenebroso das correntes do mal, que conduzem o barco da vida humana ao mar encapelado das dores expiatórias. Os pensadores terrestres poderão objetar que das ações revolucionárias nascem novas modalidades evolutivas no planeta e que múltiplos benefícios se originam das suas atividades destruidoras; nós, porém, não compreendemos outras transformações que não sejam as que se verificam no íntimo dos homens, no augusto silêncio do seu mundo interior, conduzindo-os aos mais altos planos do conhecimento superior. Se, após os movimentos revolucionários, surgem no orbe novos aspectos de progresso geral, é que o bem é o único determinismo divino dentro do Universo, determinismo que absorve todas as ações humanas, para as assinalar com o sinete da fraternidade, da experiência e do amor.”

Xavier, Francisco Cândido / Humberto de Campos. Brasil: Coração do Mundo, Pátria do Evangelho. Federação Espírita Brasileira, Brasília, 1938, p. 91.

Força e Habilidade de Transmutação

Diário Espiritual de 29 de janeiro de 2020

“Força, meu querido, é um estado íntimo de conexão e abandono nas leis que regem o universo. Ao render-se consciencialmente ao seu fluxo e ordem, a mente alcança profundo estado de serenidade e confiança, tão necessários para a nossa ostensiva cooperação.

Avançaremos à galope pois é chegado o tempo. Que cada um conquiste seu espaço de atuação e mérito na grande engrenagem de fomento de transformação que estamos criando.

Lastimo por aqueles que perderam a chance de servir o bem ao nosso lado, pois a recompensa maior que receberemos é a gratitude da realização transdimensional, alimento verdadeiro das almas empreendedoras chamadas à revolução dos tempos!

Amo você meu pequeno, conheço teus sabores e amarguras. Mas tão impetuosa como você, acredito em sua força e habilidade de transmutação. Façamos o bem e a comédia emergirem de nossos dramas sempre.

Avancemos!”

Olívia