O prazer e o sabor de redescobrir o simples

Nós, como seres humanos complicados, gostamos de complicar tudo.

Parece um talento de nossa espécie projetar em nossas relações, sejam elas consigo mesmo, com o outro, com o meio ou com o mundo externo, uma carga pessoal de medos e armadilhas de nossa psiquê, de tal sorte que tudo reflete a complicada mente do homem.

Sorrir é simples, gargalhar é descomplicado.

A natureza, livre das tragédias psíquicas típicas do ser humano, flui com leveza.

Simplificar é a palavra de ordem. Manter simples, o caminho para conquista dos novos patamares que os aguardam.

Meu abraço apertado,

General

Simplicidade

No fim das contas, o melhor jeito de se ter sucesso é ser simples. E quando você simplifica, diz não – muitos nãos. Muito mais do que já havia pensado em dizer.

Ninguém sabia ser simples tão bem quanto Steve Jobs. Sua fama propagandear Ava tanto os produtos aos quais ele não deu atenção quantos produtos transformadores que a Apple criou. Nos dois anos após o retorno dele a companhia, em 1997, os produtos passaram de 350 para 10.

Keller, Gary; Papasan, Jay. A única coisa. Novo Século Editora, Barueri, 2014, p. 172.