Trabalho-Ação, Trabalho-Serviço

“Cativo, embora, às injunções do plano de obscura matéria em que transitoriamente respira, pode, porém, desde a Terra, fruir a ventura do serviço voluntário aos semelhantes todo aquele que descerre o espelho da própria alma aos reflexos da Esfera divina.

O trabalho-ação transforma o ambiente.

O trabalho serviço transforma o homem.

As tarefas remuneradas conquistam o agradecimento de quem lhes recebe o concurso, mas permanecem adstritas ao mundo, nas linhas da troca vulgar.

A prestação de concurso espontâneo, sem qualquer base de recompensa, desdobra a influência da Bondade celestial que a todos nos ampara sem pagamento.

A maneira que se nos alonga a ascensão, entendemos com mais clareza a necessidade de trabalhar por amor de servir.”

Xavier, Francisco Cândido / Emmanuel. Pensamento e Vida. Federação Espírita Brasileira, Brasília, 2016, p. 32.

Vórtices Dimensionais

“Na verdade, não obstante ser qualquer o ponto de nossa imersão no espaço ou emersão dele para a nossa condição, há em relativa profusão, localizáveis por nossos aparelhos de navegação especializados, como o que você vê (olhei e vi algo muito simples, com um mostrador cheio de sinais e indicações para mim indecifráveis), vórtices dimensionais, verdadeiros “chacras” hiperespaciais, através dos quais suavemente se dá a passagem de dimensão. Isso corresponde a um refinamento progressivo da matéria e concomitante sutilização energética, evolução que, tecnicamente, vai se processando nos objetos ou veículos físicos dos seres que ascendem dimensionalmente. Dar-se-á o inverso, quando da descida ao espaço de vocês”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág.135.

Energia Irradiante dos Sóis-estrelas-centros

Tudo repousa, afinal, na verdade fundamental, já um tanto veladamente afirmada, de que toda a matéria, em seus diferentes estados mais sutis, agora chamados de plasmáticos e aquele da mesma natureza, que alguns chamam estelar, constitui expressão viva de uma forma de ser intrinsecamente elétrica, isto é, de ínfimas partículas eletricamente polarizadas ou não. Produz-se assim, em conformidade com certos níveis mais altos desse estágio elétrico, a imensa energia irradiante dos sóis-estrelas-centros de sistemas planetários mais especificamente dos campos espaciais já bem do estudo e conhecimento corrente de vocês.(…)”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 134.

Sutilização e Adensamento da Matéria

“Descrever a intimidade desse processo de sutilização ou adensamento da matéria, isto é, materialização e desmaterialização ainda é muito difícil, de forma proveitosa, com possível vantagem de aprendizado ou orientação para humano. Todavia, devo dizer que uma energética do campo hipereletromagnético, combinada com propriedades muito sutis da Luz Hiperespacial, em determinadas condições, se resolve em um tipo de raio de suave, porém muito profundo poder desagregador, agindo harmoniosa e homogeneamente sobre cada elemento da matéria, mudando-lhe o estado de equilíbrio dinâmico de sua intimidade estrutural, sem, porém, atingir as forças de nível mais alto que sustém a forma dos objetos, mantendo-se nela suas minúcias e integridade.(…)”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 135.

Lei da Equivalência e da Correspondência

“´É que dominam toda a Evolução Cósmica as Leis da EQUIVALÊNCIA, da ANALOGIA DA CORRESPONDÊNCIA, todas elas subjacentes e operantes desde a matéria densa física, imersos na qual vocês, humanos, ainda vivem, até aos níveis mais sutis das diferentes formas da substância e dos campos da energia, quer de natureza física ou espiritual, porventura existentes e atuantes em nosso Universo.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 126-127.

A Pesquisa no Campo da Hiperfísica

“Considerando as vinte e uma humanidades esse é ainda um estágio inferior, não obstante o avanço científico e técnico que já alcançaram. Todavia, em outros dos planetas do nosso sistema já seus habitantes conseguem preparar seus veículos de forma a operarem nessa outra dimensão, nelas imergindo por uma desmaterialização bem controlada. O segredo desse tipo de trabalho e de operação, visando a um relacionamento efetivo dimensional, ascendendo a um nível superior, reside em que já foram dominadas as condições de eterização da matéria densa, conservada forma e demais outras propriedades de nível mais elevado e as de adensa mento físico, palpável, segundo o critério de vocês, de matéria etérica, mantidas, outrossim, as formas em que se apresentam no hiperespaço, já tão considerado. Será que vocês, humanos, compreenderão e poderão aceitar que a ciência e a técnica do seu planeta caminham para isso? Só mesmo uma pequena minoria estará apta a valorizar tal perspectiva e por isso mesmo vanguardeará a pesquisa no campo dessa tônica hiperfísica!”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág.119.

Níveis Avançados do Veículo Hiperfísico

“Isso decorre do que expliquei sobre essa condição física da matéria planetária! Por outro lado, acontece que são seres que já se realizaram em estados conscienciais superiores, dispondo de sentidos muito aperfeiçoados no seu viver comum, permitindo lhes perceber formas e seres de vários níveis etéricos. Isso, em verdade, é comum a todos nós das 21 humanidades planetárias do nosso sistema. Aliás, esses que você observa ainda se encontram em uma das fases menos avançadas da nossa evolução. Apenas em 3 (três) dos 21 (vinte e um) planetas, o veiculo físico é assim denso, Nos demais, o veiculo é hiperfísico, isto é, dos níveis superiores da matéria física, ainda não conhecidos por vocês. Esse é exatamente o caso do nosso mundo, em que todos já nos libertamos da densidade física, objetiva, nos termos em que vocês conceituam.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág.118.

Visão Sistêmica Transcendental

“(…)E mais, se pensarem que, no planeta em que se encontram, todo o seu condicionamento biofísico-químico se acha lançado como em um TRANSCENDENTAL LABORATÓRIO, em que se preparam e se desenvolvem múltiplos caminhos de expressão do Poder Criador, ainda não próprios para as preocupações do interesse humano atual?! Se assim o fizerem, se assim pensarem mesmo por breves instantes, poderão intuir do valor que todos devemos dar a toda revelação de energia transformadora que possamos surpreender, desde a densidade da matéria de aparência estática até às mais sutis e dinâmicas formas que deixem entrever o evoluir planetário.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág.113.

Segredos da Matéria

“Dessa forma, dentro da relatividade da possível conjunção do mesmo interesse nosso e de vocês, poderemos, dentro de breve futuro, como fruto de uma colaboração sem alarde, silenciosa, bem medida, atingir e expressar um conhecimento mais profundo, em decorrência de sérias pesquisas e de muito alto nível, na investigação dos segredos da matéria e dos campos energéticos. Sabemos quanto essa investigação continua insistentemente torturando as maiores mentalidades entre vocês humanos, voltadas para o extraordinário dinamismo dessa busca, visando às bases da Física, da Química e da Biologia. E a propósito diremos, confirmando o que alguns entre vocês já pressentiram, que, na interioridade do mundo atômico, no domínio do conhecimento mais perfeito da estrutura da matéria, envolvendo a natureza e propriedade dos campos interatômicos, se abriga, por estranho que pareça, o segredo do conhecimento último dos campos gravitacional e eletromagnético, que o humano já conhece em parte e acuradamente investiga, bem assim de outros que desconhece e, de que, talvez, ainda nem suspeite.

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 80-81.

Éteres mais Sutis

“Dentro da presente ordem de ideias, mui provavelmente ainda no próprio mundo físico, outros e mais sutis éteres se sucedem, quem sabe, provando e justificando, afinal, as afirmações do conhecimento esotérico, quando diz que, além desse primeiro éter espacial de que falamos e do segundo hiperéter ou superéter espacial que já inferimos em decorrência de fatos, dois outros níveis ainda existem na própria substância essencialmente física, os quais correspondem aos estados subatômico e atômico da condição física da matéria devendo evitar-se qualquer relação com os conceitos de átomo e de partículas elementares de sua estrutura, segundo a ciência atual.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 78.