Erros

Como Freud demonstrou, os erros não são um mero acaso; sãos, antes, resultado de desejos e conflitos reprimidos. São ondulações na superfície da vida, produzidas por nascentes inesperadas. E essas nascentes poder ser muito profundas – tão profundas quanto a própria alma.

Campbell, Joseph. O herói de mil faces. Pensamento, São Paulo, 2007, p. 60.