Comunidade e Leis Essênias

“Eles viviam em construções bem cuidadas, geralmente num local fechado e bem protegido, formando uma comunidade. Todos os seus assuntos eram regulados por uma comissão ou conselho de juízes ou conselheiros, em número de cem, que se reuniam uma vez por semana para regulamentar as atividades das organizações e ouvir os relatórios dos trabalhadores do campo. Todas as discordâncias, todas as queixas, todas as provas e tribulações eram ouvidas por este conselho, e um dos regulamentos indica que os Essênios eram sempre cuidadosos ao expressarem opiniões a respeito uns dos outros ou de pessoas estranhas à organização, e que não criticavam a vida e os assuntos das pessoas que tentavam reformar ou auxiliar. Também aderiam estritamente a uma de suas leis: “Não julgues-para não seres julgado”.”

LEWIS, H. Spencer. A Vida Mística de Jesus. Curitiba, PR: AMORC, 2001, p. 26-27.

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.