Agora estou emocionadamente Satisfeito

Agora estou emocionadamente satisfeito e nunca mais exigirei provas dessa natureza.”

“Verifiquei que, depois disso, a faculdade ainda mais se desenvolveu, se ampliou e se aclarou, modificando-se evidentemente para melhor, de vez que foi complementada por uma espécie de visão hiperespacial, conjunto esse – telepatia – visão hiperespacial– que possibilitou tudo o que se seguiu e que constitui a razão de ser deste livro.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 63.

Aguarde Outra Oportunidade!

“Na realidade, quando mais esperávamos o prosseguimento daquele processo de relacionamento, visando a um próximo ou imediato contato, ouvimos nitidamente, como de nosso mundo interno: “você está bem, mas tenha paciência! Aguarde outra oportunidade!

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 58.

Experiência Esotérico Espiritual

“Passamos então todos a conversar sobre a augusta Fraternidade Espiritual à qual pertence o Mestre que naquele momento achamos tão parecido com esse Ser. E finalizamos invocando o poder de amor universal do seu Supremo Hierarca conhecido como Senhor Cristo no Ocidente, Acendeu-se, de repente, uma bela luz branco-azulada, bem próxima ao (sessenta a setenta metros de distância, no máximo). Esse depoimento, aliás, já o fizemos no livro precedente. Contudo, podemos ao grupo acrescentar que ficou dessa experiência, na verdade, a impressão de uma extraordinária e bela vivência esotérico espiritual, advindo naturalmente uma pergunta que era de todos: “Por que tal invocação haveria provocado tal resposta?

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 50.

Mestre Morya

Aquele Ser, como dissemos, tinha o nítido aspecto de um oriental e se parecia flagrantemente com o conhecido retrato do mestre Morya da FRATERNIDADE BRANCA dos Himalayas.

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 50.

Estados Mais Sutis

“(…)Dissemos que, dessa forma, o hábito da utilização de tais instrumentos, sentidos mais perfeitos, permitiria perceber uma realidade mais sutil velada pelas limitações dos cinco sentidos normais ao ser humano e levaria, a experiência o demonstra, a uma correspondente expansão da consciência, benéfica para a apreensão e consequente juízo, em nível mais alto, sobre o jogo de ações e reações que se passam nos planos energéticos e de matéria em estados mais sutis, ainda não acessíveis ao instrumental de pesquisa disponível pela ciência clássica, acadêmico -universitária, atual.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 47-48.

Locais Ideais aos Fenômenos

“A experiência de alguns casos próximos a nós, de amigos que se dedicam a esse mister, vem mostrando que se pode afirmar ser bem possível, bem provável mesmo que, organizado um grupo, reunido com persistência em local tranquilo, um tanto afastado do bulício das proximidades habitadas, fenômenos de interesse real passem a ocorrer. (…)”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 46-47.

Novas Perspectivas no Campo Ufológico

“Dessa forma, é de concluir-se ter sentido haver razão bem fundamentada para a preparação de um grupo de pesquisa em que haja realmente sensitivos desenvolvidos e capazes, podendo conseguir, uma vez provada a telepatia com aqueles operadores e caso eles queiram e/ou concordem, transmitir orientação nessa pesquisa, instruções de natureza vária, conferindo, afinal, a essa investigação, uma outra dimensão, que não a de sujeição permanente a aparições esporádicas, fotografias, projeções no radar etc. Nem por isso, estas últimas seriam de menor valia para esses pesquisadores de nível avançado, pois informam substancialmente e ainda muito comprovariam ao perplexo investigador, tão ávido de interesse em relação a qualquer manifestação objetiva desse campo, a realidade da investigação feita. Não há dúvida, pois, que o exercício seguro, em um grupo de pesquisa, em local próprio, de faculdades dessa natureza paranormal, parece indicado a oferecer perspectivas novas no campo da ufologia.

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 46.

Fenômenos de Evolução das Luzes

“Dispondo, desde o início, o nosso grupo de pesquisa de sensitivos capazes, é de ver-se como então a telepatia e a precognição se fizeram marcantemente presentes, muito bem e objetivamente demonstradas, como veremos mais adiante. Por outro lado, fenômenos de evolução da luz ao nosso redor, às vezes tão próximo – à base de cinco a dez metros de distância do grupo – que supúnhamos  “sondas” operadas à distância, súbita formação nervosa com idêntico aspecto das formações ectoplásmicas de ambientes fechados, configurando formas de objetos, tudo isso presenciamos largamente e se acha em depoimentos constantes de nosso livro já citado (“A Parapsicologia e os Discos Voadores”).”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 46.

Dimensão Hiperespacial

“Esses fenômenos nos levaram a sentir, revigorada no âmbito parapsicológico, a hipótese da dimensão hiperespacial – chamada hiperespaço uma espécie de ambiente espacial mais sutil, em que se abriria a perspectiva do estudo da hiperfísica, ambiente esse em que, de início, supomos pudessem passar-se os fenômenos parapsicológicos, que o Prof. Rhine afirmou serem de origem extrafísica, independentes do tempo e do espaço.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 45.

Analogia Entre Fenômenos

“(…) Campo análogo, com perspectivas de avanço, constitui a fenomenologia ufológica, por si mesma contundente, agressiva ao “status” científico do homem atual… Quando então esses dois campos, para psicológico e ufológico, se encontram e apresentam, em um imenso número de casos e circunstâncias, um “denominador comum” capaz de até certo ponto aproximá-los, não há como negar estar-se à frente de uma sugestão nova de pesquisa, ainda não explorada e aceita no normal da investigação científica. Por isso, justificamos considerar à parte esse nível cientifico acadêmico avançado de pesquisa.

Na verdade, dedicando-nos, desde há muitos e muitos anos, à pesquisa metapsíquica, hoje chamada parapsicológica, publicamos o pequeno livro “Além da Parapsicologia”Quinta e Sexta Dimensões da Realidade, integrando-nos intimamente com essa fenomenologia, manifesta em ambiente fechado. Ela se resume, afinal, na maioria dos fenômenos que já apontamos e nos habituamos a ver, tendo-os também observado repetidamente em Alexânia, sendo apenas, nesse caso, em ambiente de campo, baixadas e alturas, de uma uma fazenda. Luzes de variada natureza, formações nevosas, sentido inteligente dos deslocamentos realizados, estranhos transportes de objetos, que chegam através de obstáculos densos, materializações de seres de dimensões diferentes etc., esses fenômenos, geralmente observados em em ambientes fechados, fomos encontrar em ambiente aberto. Verificamos também a dominância absoluta dos fenômenos à noite, na fazenda, quando em recinto fechado se exige também obscuridade, operando-se às vezes, é verdade, em luz tênue, de preferência vermelha ou verde.”

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 45.