Amigo Pavão

Diário Espiritual de 05 de maio de 2020

Estamos em Curitiba e ao se despedir da Priscila o Lorenzo diz para ela não ficar triste porque o Pavão ficaria com ela para ela não fica sozinha.
Coloco ele no carro e pergunto para ela quem é Pavão. Ela responde que ele tem falado muito a respeito mas que ela não conseguiu descobrir quem é.
Pergunto, quem é Pavão filho? – É meu amigo invisível pai. – Ele é um fantasma filho? – Sim. Um fantasma amigo.
Ele tem os olhos amarelos. Todo amarelo. Ele todo é amarelo e brilha, porque tem muito poder.
No caminho começamos a conversar sobre ser amigo de fantasmas. De fantasmas amigos e fantasmas ainda tontos, que vem para nos assustar. Eu comecei a dar dicas sobre como lidar com cada tipo de fantasma e expliquei como conheci o General Uchôa, além de como ele “fala dentro da minha cabeça”.
Ele me contou então que o Pavão está sempre com ele. Mesmo nos passeios em família, o Pavão está sempre conversando com ele.
Me contou que quando saem para tomar sol, o Pavão faz uma magia com água super refrescante.
Pergunto se alguma vez o Pavão o convidou para ir à algum lugar. Ele respondeu,: “Sim, no shopping..” Fiquei meio decepcionado com a resposta quando ele diz:
Olha só quem entrou no carro e sentou  aqui do meu lado!? O Pavão! Eu não disse que ele sempre anda comigo!
Que ótimo filho – respondo – muito prazer senhor Pavão! Fico feliz por conhecer você.
Filho, o Pavão está falando alguma coisa na sua cabeça?
Sim, ele está dizendo que quando o Corona Vírus passar, vai vir um grande carro mágico cheio de fantasmas amigos. Esse carro vai lançar uma magia sobre a água e uma plataforma que vai pegar cada Corona Vírus e transformar num outro bichinho que não vai ser  mais Corona Vírus. Isso vai acontecer quando tiver a Lua Cheia. Mas não é essa Lua aí. É uma outra Lua. E o Corona Vírus vai morar nessa outra Lua.
Quando chegamos no estacionamento a primeira coisa que ele disse foi. “Pai, abre a porta pro Pavão…”

Serenidade é a Palavra de Ordem

Diário Espiritual de 03 de fevereiro de 2020

“Meu filho, você tem muita razão quando percebe e intui que estamos prestes a alcançar um novo patamar na consolidação de nosso projeto, e que tal conquista não é bem vista por aqueles que ainda populam a psicosfera da Terra, alimentando-se de sentimentos inferiores emanados pela raça humana. Não é coisa para nos preocuparmos em demasia, contudo penso ser lícito afastar toda inocência que nos possa turvar a percepção da realidade integral na qual nos sentimos existir.

Avacemos confiantes na grande comunidade dos mestres que nos orientam e que depositam em nós sua confiança. Saiba que és protegido como outrora eu fui, blindado por forças superiores que ultrapassam os limites de nossa pequena compreensão. Não há o que temer. Apenas o que cuidar e precaver para não ser surpreendido.

A luz que se acende e se exibe à grande altura desperta a atenção. Jargão mais do que conhecido entre todos. Mas este é um custo que deliberamos pagar quando assumimos tal responsabilidade. A gratidão que emana da transformação é nosso alimento e força, pois com ela nos reconhecemos solidários e integrados a todos com quem cruzamos nessa jornada.

Mantenha a serenidade, fique tranquilo e subjugue o sangue italiano. O fluxo da vida é mais generoso com quem cala do que com quem explode. Serenidade é a palavra de ordem para avançarmos de forma eficiente e eficaz.

Acho muito útil, em futuro breve, buscarem a tal assessoria jurídica, pois estamos apenas começando a crescer. Empresa pequena, problemas pequenos. Empresa grande, problemas grandes! Estejamos preparados e seguros.

Que as conquistas dessa semana não tardem a se estabelecer!”

General Uchôa

(…)

Senti uma energia diferente durante o serviço espiritual prestado após a primeira transmissão ao vivo da Uniespírito.

Na volta para casa, pedia ao General que assistisse o quanto possível o Lorenzo no dia seguinte, em seu primeiro dia de aula. Que fosse corajoso e sereno para viver este novo passo.

Vi mentalmente a imagem da Liane, e percebi ele dizendo que pedia a neta mais velha que cuidasse do neto mais novo. Senti muita comoção, em meio ao metrô, com a mensagem. Eu a via de mãos dadas com ele, no novo pátio do colégio.

Tomando Decisões

Diário Espiritual de 14 de novembro de 2019

Voando de Madri para Porto, depois de dois dias de intercâmbio com Robin e Sandra Foy. Pensando e ressignificando nossa missão e propósito. Eu e Pri nos desencontramos novamente. Estou cansado, perdendo ânimo e esperança. Temendo o que me aguarda em futuro breve, pressionado com a palestra de sábado, com saudade do Lorenzo, medo de perdê-lo, de ser privado de participar da sua vida e crescimento.

Me sinto a recolher meus pedaços dentro de mim. Fragmentos  deste e de outros momentos da minha própria história. Confio que não caminho só, apesar da solidão que sinto. Falhei comigo mesmo e com as pessoas que me cercam. Mas preciso me fortalecer e seguir, confiando nos horizontes que se desenham diante do compromisso desta vida com aquilo que consigo compreender da realidade maior que nos contém.

[…]

“Tome a decisão que tem que tomar, mas chega de melancolias!

Já dissemos que o seu papel na ordem e no movimento são canal de nossa atuação, e muito mais nos atrapalha o plano mental confuso e demente por tristezas e dramas do que o rearranjo de sua vida, segundo a escolha que fizer.”

General Uchôa

Tenda Espírita São Jorge

Diário Espiritual de 11 de dezembro de 2018

Comparecemos a Tenda Espírita São Jorge, em Jundiaí, em apoio a nossa amiga Maristela, que começou seu trabalho como médium da casa. Foi muito curiosa a reação do Lorenzo a ritualística da Umbanda: aplaudia dos pontos, repetia “saravá”, corria entre os corredores, cantou parabéns diante das velas acesas as entidades da casa.

Ao receber minha benção com um dos trabalhadores, fecho os olhos e vejo o General tocando tambores em pé, ao lado da médium. Tento desviar a mente, mas a imagem não parecia ser fruto da minha imaginação. Me seguro para não rir. Ele me diz:

“Isso é Brasil meu filho! Viva a Umbanda!”

E mentalmente eu dizia: “Para com isso, General, seu infeliz! Eu vou rir na cara da moça!”

“Mas porque meu filho? Isso é Brasil”

Um carão! 

Todos nós Amamos e Cuidamos Uns dos Outros

Diário Espiritual de 12 de novembro de 2018

Hoje fiquei particularmente sensível ao deixar o Lorenzo na escola. Vontade de estar com ele, passar o dia com ele. Aproveitaremos o próximo final de semana de feriado.

Curioso, abro o evangelho e leio:

E todo o que deixar, por amor de meu nome, a casa, ou os irmãos, ou as irmãs, ou o pai, ou a mãe, ou a mulher, ou os filhos, ou as fazendas, receberá cento por um, e possuirá a vida eterna. (Mateus, 19, 29)

[…] Kardec comenta mais a frente:

Encaramos as coisas, na Terra, apenas do ponto de vista terreno. O Espiritismo no-las apresenta de mais alto, mostrando-nos que os verdadeiros laços de afeição são os do Espírito e não os do corpo; que esses laços não se rompem, nem pela separação, nem mesmo pela morte do corpo; e que eles se fortificam na vida espiritual, pela depuração do Espírito; consoladora verdade, que nos dá uma grande força para suportar as vicissitudes da vida.

[…]

“Meu filho, nossa família se dilata por diversas dimensões, ainda pouco compreensíveis do ponto de vista da realidade tridimensional onde se passam as experiências reencarnatórias. Mas se fosse possível que os seus olhos alcançassem os diversos planos existenciais, você veria fileiras infinitas de seres que se atraem e se conectam em laços familiares profundos e amorosos. Estes laços se manifestam também na realidade física vulgar, mas é no hiperespaço que encontram e realizam sua plena natureza.

Todos nós amamos e cuidamos uns dos outros com profundo amor. E se nos desencontramos momentaneamente, no amor estamos sempre juntos, sempre unidos, porque nele somos sempre UM.”

General

Agitação na Vida Pessoal

Diário Espiritual de 11, 12, 13 e 14 de outubro de 2018

Dia 11

Véspera de viagem para o Rancho dos Gnomos e tivemos uma discussão feia em casa.  A Pri disse que queria dar “um tempo em nosso casamento” Discutimos muito. Sensação de tudo estar ruindo.

Dia 12

Curiosamente a Aula que gravei do Sérgio de manhã foi sobre relacionamentos, casamento, carma e missão. Conversamos sobre casamentos, eu e ele. A tarde fomos ao rancho dos gnomos, conversando eu e Pri no caminho, chegando lá, as coisas foram se amenizando.

Dia 13

Planejamento Uniespirito de manhã, a tarde curtimos o Rancho.

A tarde o Sérgio e Márcia partiram e nós ficamos bem.

No fim da tarde a Pri e o Lorenzo dormiram e eu fui ao Cantinho da Meditação tocar a tigela de Cristal. Silenciei. Vi um Mestre Chinês no recinto comigo. General disse suavemente que as nossas responsabilidades são muito grandes, e que nosso casamento seria atacado.

Dia 14

Amanhecemos bem. Pri comenta chorando que recebeu uma mensagem durante a noite, que seu amor pela missão e pelo Círculo só despertaria completamente quando se sentisse realmente amada pelo seu fundador. Voltamos bem.

Descobrimos que Érika está grávida do Vinícius

União e Amor

Diário Espiritual de 10 de setembro de 2018

“Chamamos à atenção no que tange ao casamento, pois que é um  compromisso reencarnatório pautado na lei do amor. A configuração familiar se desdobra em missão  mais ampla se compreendida do ponto de vista do compromisso sereno e eficaz do eterno amor que em todos os cantos do universo desdobra em vibrações afetuosas a canção do coração de Deus.

Seria uma boa ideia retomar o momento espiritual em casa, podendo deste o próprio Lorenzo participar. A Luzia também começará a participar desses momentos para consolidar em harmonia a sua aproximação.

É preciso derrubar os muros da separação nos processos comunicativos. Só o amor e o cuidado constantes podem trazer isso para dentro do lar de vocês.”

Heitor

“Deus quis que os seres se unissem não somente pelos laços carnais, mas também pelos da alma, afim de que a mútua afeição dos esposos se estendam aos filhos e para que sejam dois, ao invés de um, a amá-los, tratá-los e fazê-los progredir.”

Evangelho segundo o Espiritismo