Círculo Interno e Círculo Externo

“O Cristianismo original tencionava difundir os ensinamentos e doutrinas ensinados por Jesus, O Cristo, os quais eram extremamente místicos, embora reduzidos a parábolas mundanas. Os Apóstolos de Jesus, por Ele rigorosamente escolhidos em função de sua experiência anterior e por seus méritos, foram cuidadosamente iniciados por Ele e espiritualmente desenvolvidos através dos conclaves secretos que Ele realizava, os quais nunca se tornaram parte dos registros públicos de Sua vida. O trabalho que esses Apóstolos levaram adiante, mais tarde realizado pelos Patriarcas da igreja cristã, era dual em natureza. Havia o círculo interno dos estudantes de cristianismo, gradualmente esclarecidos sobre os princípios místicos subjacentes às doutrinas reveladas por Jesus; e havia o círculo externo que recebia tão-somente as parábolas e pregações de Jesus, posteriormente divulgadas e detalhadas por Seus seguidores.

Durante muitos séculos após a vida de Jesus, a primitiva Igreja Cristã era mais uma escola de mistério que um sistema público e geral de culto religioso.”

LEWIS, H. Spencer. A Vida Mística de Jesus. Curitiba, PR: AMORC, 2001, p. 207-208.

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.