Orar e Vigiar

Diário Espiritual de 02 de novembro de 2018

(Vivi na véspera alguns atritos com o Geraldinho no grupo de whatsapp voltado à organização do Encontro de Chico Xavier em Jundiaí, me estressei, me desestabilizei e fumei – risos)

“Traz grande prejuízo, meu filho, entregar-se à irritação provocada pela limitação consciencial alheia, ou mesmo às intempéries que lhes afetam o ser psicológico e causam distúrbios de consequências sociais sempre depreciativas.

Guardar o bom ânimo e a fortaleza psíquica é sempre aconselhável uma vez que o mestre nos recomendou “orar e vigiar”.

Entregar-se à depravação orgânica está além do aceitável, haja visto o caminho que já trilhamos juntos.

Volta os teus olhos para o cosmos e deixa tua alma aspirar novamente a grandeza ascensional reservada a todos os seres da criação.

O caminho é de integração sempre, e cabem aos mais inteligentes escapar às armadilhas do separatismo, que em tudo se opõe à vocação da família humana.

Segue com astuta e pureza de propósito e intenção. Um degrau de cada vez.”

General

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.