Cura à Distância

“A cura à distância geralmente envolve o princípio da autossugestão.Um poderoso pensamento, acompanhado de energia vibratória, é enviado pela vontade do agente de cura à pessoa a ser curada, cuja resposta a essa vibração desperta sua própria imaginação e vontade adormecidas para liberar a força vital curativa em seu interior. Curas mentais instantâneas acontecem quando o agente de cura e a pessoa a ser curada estão perfeitamente sintonizados entre si.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 464-465.

Capítulo 25: A cura dos doentes.

Força de Vontade do Agente de Cura

O poder da força vital transmitida exteriormente para a cura de outras pessoas é proporcional à força de vontade do agente de cura.

A simples imposição das mãos dos polos positivo e negativo sobre outra pessoa produz alguma troca de magnetismo a partir da energia ali presente, mas não transmite a potência necessária para a cura. O poder da força vital conscientemente gerado e dirigido, fluindo através das mãos, é o que causa a cura mediante o emprego da atividade da força vital, que cria, integra, desintegra, cristaliza, metaboliza, produz e sustenta o complexo conjunto de células diferenciadas. Essa força vital é inteligente, mas fica reduzida e fora do controle nas pessoas cujo corpo é governado por uma mente fraca e identificada com o ego.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 464.

Capítulo 25: A cura dos doentes.

A Cura Pelo Envio de Energias

“A cura pelo envio de energia através das mãos (“E, pondo as mãos sobre cada um deles, os curava“) baseia-se na habilidade do agente de cura para conectar-se com a energia cósmica de Deus e dirigi-la conscientemente. O corpo vive num mar onipresente formado por esse poder vibratório. Essa energia sustenta a vida e restaura a vitalidade do corpo quando esta se desgasta em virtude da atividade física e mental. A vida do corpo depende principalmente da energia cósmica que flui de modo automático ao seu interior através da boca do bulbo raquiano, ou é atraída de maneira consciente pelo poder de sintonização da vontade humana. A energia obtida diretamente do éter cósmico, assim como a energia que deriva indiretamente do alimento e oxigênio, concentra-se no dínamo principal de poder no cérebro, de onde flui ao corpo inteiro através dos seis subdínamos dos centros sutis na coluna vertebral. O centro supremo no cérebro e os seis centros no eixo cerebrospinal enviam energia através dos nervos a todos os segmentos vitais, sensórios e motores do corpo. Portanto, de cada parte do corpo- como os olhos, mãos, pés, coração, umbigo, nariz, boca e cada proeminência corporal – emana uma corrente.

A corrente nervosa que se irradia dos olhos, das mãos e dos pés é mais forte do que a de outras partes. O lado direito do corpo é um polo positivo, e o esquerdo é um polo negativo. O lado direito, positivo, é mais forte do que o esquerdo, negativo. Embora o poder desses polos algumas vezes esteja invertido no plano físico, como acontece no caso de pessoas canhotas, a conformação da “fisiologia” no corpo astral permanece a mesma.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 463-464.

Capítulo 25: A cura dos doentes.

Cura Através da Energia Cósmica

“O espírito de Jesus tinha controle sobre a energia cósmica. A fé dos doentes permitia que Jesus enviasse a energia plenamente curativa a partir de seu próprio corpo para reforçar a débil energia vital dos enfermos. Tanto a energia no corpo de Jesus como a energia no corpo das pessoas curadas provinham da energia cósmica de Deus. Jesus comandava sua vontade a conectar a energia cósmica com a energia em seu cérebro e a enviá-la através de suas mãos num fluxo contínuo de potentes raios para o corpo das pessoas acometidas.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 463.

Capítulo 25: A cura dos doentes.

Medicação do Futuro

“A medicação básica do futuro será constituída de raios, cuja na tureza vibratória é mais compatível com a natureza molecular atômica do corpo humano. Raios curativos podem atuar nos distúrbios atômicos das células, no caso de doenças crônicas. Há também muita energia curativa nos raios do sol, embora os efeitos prejudiciais da exposição excessiva devam ser evitados.”*

*Nota: A potência biológica de padrões ondulatórios específicos de energia vibratória sobre as células corporais foi “decisivamente demonstrada” pelo Dr. Jacques Benveniste, diretor de pesquisas do Instituto Nacional de Saúde e Pesquisa Médica, da França, de acordo com a jornalista Lynne McTaggart em The Field: The Quest for the Secret Force of the Universe (Nova York: Harper Collins, 2002) [O campo: em busca da força secreta do universo (Ed. Rocco)].

“Tanto as moléculas quanto as ligações químicas entre elas emitem certas frequências específicas que podem ser detectadas a bilhões de anos luz de distância por meio dos telescópios modernos mais sensíveis”, relata Mc Taggart. “Essas frequências há muito tempo já são reconhecidas pelos físicos. (…) A contribuição de Benveniste foi demonstrar que as moléculas e átomos tinham sua própria frequência específica utilizando a tecnologia moderna tanto para registrar essa frequência quanto para usar o próprio registro na comunicação celular. (…)

“Em mais de mil experiências, Benveniste e Guillonet registraram no computador a atividade de uma molécula e reproduziram o sinal em um sistema biológico habitualmente sensível a essa substância. Em todas as ocasiões o sistema biológico foi enganado: acreditou que interagia com a própria substância e agiu de modo cor respondente, iniciando as reações biológicas em cadeia, assim como faria na efetiva presença da molécula genuína. (…)

“Na mais dramática talvez de suas experiências, Benveniste demonstrou que o sinal poderia ser enviado através do mundo por e-mail ou em CD. Colegas seus na Northwestern University de Chicago gravaram sinais da albumina do ovo, acetilcolina, dextran e água” e os enviaram em CD ou por e-mail ao laboratório de Benveniste em Paris, onde os pesquisadores “expuseram a água comum aos sinais dessa albumina digital ou acetilcolina ou água e infundiram tanto a água exposta como água comum nos corações isolados de cobaias. Todas as amostras de água digitalizada produziram mudanças muito significativas no fluxo coronariano. (…) Os efeitos da água digitalizada foram idênticos aos produzidos no coração pelas próprias substâncias.” (Nota da Editora)

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 461.

Capítulo 25: A cura dos doentes.

Jejum e Cura

Um método físico de tratar a doença consiste em jejuar criteriosamente a fim de purificar o corpo de toxinas e rejuvenescer a força vital. No jejum, a vontade volta a depender do Espírito e retira energia da fonte cósmica, reforçando e estimulando a energia curativa no corpo.

(…)

Mas, qualquer que seja o método de tratamento adotado, o resultado – positivo ou negativo – é ainda assim determinado em boa medida pela mente.

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 460.

Capítulo 25: A cura dos doentes.

Viver a Verdade

“Ao prestar serviços semelhantes aos de seu mestre, os discípulos comprovaram ser muito mais do que o produto de uma escola teológica. Eles de fato viviam a verdade; com isso, pelo exemplo espiritual e por suas ações, prestaram grande serviço aos homens ao curar o corpo das enfermidades físicas e mentais, e a alma do mal da ignorância.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol II. Editora Self, 2017, pág. 256.

Capítulo 41: Conselhos de Jesus aos que pregan a palavra de Deus (Parte II).

Obsessão Mental

“(…) os psiquiatras podem descrever muitos casos de obsessão mental causada por ideias fixas sem suspeitar que alguns pacientes estejam efetivamente padecendo de uma verdadeira possessão por espíritos impuros. (…) Casos autênticos de possessão por espíritos, embora verdadeiros, são relativamente raros; mais comum é a obsessão mental causada pelas forças maléficas da ilusão.”*

*Nota:  Um dos pais da psicologia moderna, Professor William James, de Harvard, escre veu: “A recusa do moderno ‘iluminismo’ em tratar a ‘possessão’ pelo menos como uma hipótese possível, apesar da abundante tradição humana baseada em concreta evidência a seu favor, sempre me pareceu um curioso exemplo do poder do modismo em assuntos científicos. Que a teoria dos demônios voltará a ter sua vez é algo que me parece absolutamente certo. Um indivíduo tem de ser de fato ‘científico’ para ser cego e ignorante o suficiente a ponto de não suspeitar que exista tal possibilidade.”

O padre Bede Griffiths do Ashram Shantivanam (localizado no sul da India), respeitável monge beneditino e escritor, comparou os asuras mencionados nas escrituras hindus com os demônios e maus espíritos citados na Bíblia cristã. Ele escreveu em The Marriage of East and West (Londres: Collins, 1982) [Hinduismo e Cristianismo

(…)

“(…) a cura física, mental e espiritual é possível quando alguém, assim como Jesus, é capaz de utilizar o poder divino para expulsar da tríplice natureza do homem os demônios e as forças do mal.”

(…)

Nota: Casamento do Oriente com o Ocidente (Ed. Paullus)]: “Nunca será demais enfatizar da consciência, levando o homem à sujeição aos poderes da natureza. O fato de que que esses são poderes reais que atuam no inconsciente (…), isto é, nos planos inferiores o homem moderno não os reconheça é um dos muitos sinais de que ele se encontra sob o jugo de tais poderes; somente quando são reconhecidos é que eles podem ser vencidos.” (Nota da Editora)

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 438-439.

Capítulo 24: A expulsão de demônios.

A Arte de Expulsar Demônios

“A arte de expulsar demônios e de curar aqueles que estão espiritualmente enfermos com obsessões malignas foi em grande parte esquecida porque todas as religiões carecem de apóstolos sintonizados com Deus que conheçam as operações sutis das forças do bem e do mal no mundo.

(…)

Com sua perfeita integridade e conhecimento divino, Jesus não teria se referido a esses casos como possessão por maus espíritos se fossem, ao contrário, distúrbios psicológicos tais como a histeria ou a demência.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição de Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 437-438.

Capítulo 24: A expulsão de demônios.

Realizar a Vontade e Sua Obra

O meu alimento é fazer a vontade Daquele que me enviou, e realizar a Sua obra“. A mente de Jesus se encontrava num estado elevado, sintonizada com o poder divino da Consciência Crística que havia preenchido e nutrido seu próprio corpo enquanto ele curava a mulher de Samaria. Em tais ocasiões, a Saciedade Divina em um mestre se ri da “necessidade” ilusória de suprir o corpo com a insipida densidade do sustento material.

(…)

Entretanto, mesmo uma observação superficial daqueles que possuem essas coisas dissipa sua ilusória suficiência. A fartura material atrai as pestes infestadoras da preocupação, da inquietude, do tédio, da insatisfação psicológica e espiritual. 

A busca da sintonia com a vontade de Deus, na meditação profunda, nos torna possível estar no mundo sem ser do mundo.

(…)

A alegre cooperação com a vontade de Deus é o segredo de uma existência dinâmica, que recarrega corpo e mente com vitalidade divina.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. I. Editora Self, 2017, pág. 350-352.

Capítulo 19: “Meu alimenteo é fazer a vontade Daquele que me enviou”, A Mulher de Samaria, parte III.