Trabalhadores Para o Movimento

Diário Espiritual de 25 de fevereiro de 2019

“A estrutura da entidade nos permitirá recrutar trabalhadores para o movimento, ao passo que novos recursos poderão ser dirigidos à causa. A sua estruturação não precisa significar a plena transferência da plataforma já em primeiro momento, mas a plataforma pode manter com o seu lucro a entidade, assim mantemos o modelo privado com orientação para o movimento, conforme temos falado.

Com a entidade financiada, a priori, com os resultados da plataforma, temos liberdade para formar grupos de trabalho e relacionamento, acolhimento, incentivo e suporte mútuo. Os grupos de trabalho precisam ser planejados para que  produto de seu serviço tenha uma expressão local e uma expressão remota, de maneira que a distância não impeça ninguém de pertencer. Com a emancipação da produtora, prevista para este ano, a plataforma poderá pertencer integralmente à associação de membros, que caminhará com as próprias pernas.

Passemos juntos, esta semana, pelo cronograma, para estruturação dos tempos e momentos. Inclua os membros de confiança nesta decisão. Consulte o bom contador, e dê o passo quando estiver seguro.”

General Uchôa

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.