Viagem à Outros Mundos pela Percepção

Por que os seres, nesses veículos sutis, que lhes são próprios, não se deslocariam à vontade no plano em que se encontram? E mesmo, o que me acontece, quando repentinamente me sinto naquela Superbase ou em uma nave, sem precisar de qualquer aparelho? Como se explicaria tudo isso?

UCHÔA, Alfredo Moacyr. Mergulho no Hiperespaço. Dimensões Esotéricas na Pesquisa dos Discos Voadores. Brasília, 1976, pág. 120.

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.