Análise Científica e os Problemas Encontrados

“(…) as pesquisas da equipe da NASA (STURP Shroud of Turin Research Project) demonstraram a imagem não se formou por contato direto com sangue, plasma sanguíneo, bálsamos funerários, etc., como também não foi pintada nem impressa com chapas metálicas incandescentes.

(…)

As moedas colocadas sobre os olhos do homem do Sudário indicam o costume funerário em voga entre os judeus na época de Cristo. Uma das moedas é de Pôncio Pilatos, cunhada nos anos 29-30 da nossa era. A outra, a da esquerda, traz a efigie de Júlia, mãe de Tibério, nasci da no ano 29 e, pelo que se sabe, cunhada apenas naquele ano.

(…)

Quando num estudo há centenas de dados coerentes e um discrepante (…) o lógico é pedir ao dado discrepante mais provas que aos outros.”

ESPINOSA, Jaime. O Santo Sudário. São Paulo: Quadrante, 2017, pág. 71-72.

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.