Introdução

“A investigação foi de longe a mais intrincada, intrigante e desafiadora experiência de minha carreira. Como médico-legista chefe-patologista forense, tenho investigado alguns dos casos mais complicados, surpreendentes, bizarros e cruéis, incluindo aí homicídios, suicídios, mortes por uso de drogas, acidentes automobilísticos, mortes suspeitas, casos de abuso infantil, envenenamentos e coisas do gênero. Nada disso se compara aos detalhes intrincados que confrontei durante minha exploração sobre a morte de Jesus.

(…)

Este novo livro representa a culminância de mais de 53 anos- um novo olhar sobre a pesquisa a respeito dos aspectos médicos e científicos da crucificação.

(…)

Patologia forense-que exige muitos anos de educação especializada e experiência- é a especialidade médica que lida com os mecanismos e as causas de sofrimento e morte devidos a circunstâncias violentas, como a crucificação. O patologista forense é um detetive médico, um expert em reconstituições, cujo testemunho em juízo deve oferecer alto grau de precisão médica.”

ZUGIBE, M.D, Ph.D. Frederick T.  A Crucificação de Jesus: As Conclusões surpreendentes sobre a morte de Cristo na visão de um investigador criminal. São Paulo: MATRIX, 2008, pág. 11-14.

 

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.