A relação do Jovem José e o Hinduismo

“Em Benares, o jovem José teve oportunidade de prosseguir com seus estudos de ética, lei natural, línguas e outros assuntos semelhantes, cujo estudo era possível em diversas grandes escolas da região, renomadas por sua cultura e erudição. Foi enquanto ali esteve que José se interessou profundamente pelo método hindu de cura, e fez um curso sobre os princípios hindus com Udraka, que tinha a fama de ser o maior dos curadores hindus.

Depois de visitar outras partes da Índia, com o simples objetivo de conhecer a arte, a lei e a cultura daqueles povos, José retornou ao mosteiro de Jagannath, onde ficou por mais dois anos. Seu progresso foi tal que Lhe designaram um professor na pequena cidade de Katak, o que Lhe deu a primeira oportunidade de aprender a arte de ensinar ou instruir pelo uso de parábolas ou histórias.

(…) Pelo que se pode depreender dos registros, Ele já havia incluído novas ideias e princípios verdadeiramente místicos em Seus discursos e instruções a crianças, que atraíam os mais eruditos ouvintes, mas despertava o antagonismo dos hindus incultos e estritamente ortodoxos. Por isto, ainda muito jovem, Ele sentiu o que era ter inimigos e seguidores ao mesmo tempo.”

LEWIS, H. Spencer. A Vida Mística de Jesus. Curitiba, PR: AMORC, 2001, p. 165.

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.