Força Vital Curativa

“(…) a mulher que desejava a cura estabeleceu contato com o magnetismo de Jesus e recarregou a força vital que estava debilitada em seu próprio corpo, graças à aura sutil ou corrente astral que circundava o corpo de Jesus e dele emanava.
No processo de cura de cada corpo humano enfermo, a cura mental ou medicinal apenas desperta e suplementa a força vital inerte, a qual é a causa direta da recuperação da saúde. A pessoa doente pode recarregar sua força vital curativa com seu próprio poder de vontade revitalizado pela poderosa vontade de um agente de cura; ou então pode atrair força vital do corpo de alguém dotado de magnetismo divino, com isso despertando e reforçando sua própria força vital, capaz de tudo curar.

(…) Os agentes de cura precisam assegurar-se de que os dois elementos estejam presentes na cura divina – a fé do indivíduo que deseja ser curado e a habilidade do agente de cura para recarregar-se com o poder curativo divino por meio do profundo contato diário com Deus na meditação.

(…)

A dúvida atua como uma “estática” insidiosa que perturba a recepção das vibrações curativas, não importa quão forte seja o poder do agente de cura. Como no caso de um rádio, a pessoa precisa sintonizar sua consciência com a fé e a atitude mental apropriada a fim de receber a transmissão das vibrações curativas emitidas à distância, ou diretamente, pelo agente de cura.”

YOGANANDA, Paramahansa. A Segunda Vinda de Cristo, A Ressurreição do Cristo Interior. Comentário Revelador dos Ensinamentos Originais de Jesus. Vol. II. Editora Self, 2017, pág. 183-184.

Capítulo 38: “A tua fé te salvou” A tempestade, a doença, os demônios e a morte curvam-se diante da vontade de Jesus.

Publicado por

Juliano Pozati

Strengths coach, Escritor, Espiritualista e empreendedor. Membro do Conselho do The Institute for Exoconsciousness (EUA). Meio hippie, meio bruxo, meio doido. Pai do Lorenzo e fundador do Círculo. Bacharel em Marketing, expert em estratégia militar, licenciando em filosofia. Empreendedor inquieto pela própria natureza. Seu fluxo é a realização!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.